Luminária de emergência: entenda como funciona e onde pode ser utilizada

Quando há queda de energia elétrica em determinado local, as luminárias de emergência se tornam as grandes protagonistas da situação. Você certamente já deve ter visto alguma em ação.

Este artigo irá apresentar a você como funciona uma luminária de emergência e onde pode ser utilizada. Continue a leitura!

As luminárias de emergência são instaladas em locais estratégicos, com o intuito de garantir a iluminação em caso de ausência de energia. Esse recurso tem como função auxiliar a desocupação segura de locais afetados, por meio da iluminação dos principais ambientes e das rotas de fuga.

O Corpo de Bombeiros coloca o uso da iluminação de emergência como medida obrigatória para espaços de circulação pública com mais de como 100 m², como prédios residenciais e empresariais, escolas, shoppings, cinemas, e seus elevadores, escadas, entre outros.

Em uma situação de perigo em que há queda de energia, as luminárias de emergência viabilizam a ação dos bombeiros no socorro e resgate de possíveis vítimas.

Quanto maior o local, mais forte a iluminação deve ser. Essa relação é representada por meio da unidade lux.

norma da ABNT NBR 10898 regulamenta o sistema de iluminação de emergência, dividindo-as em dois tipos:

Iluminação para clareamento: serve para iluminar o piso e é obrigatória em locais onde há saídas, seja com circulação horizontal ou vertical.

Deve ser usada uma luminária de, no mínimo, 5 lux para a iluminação de lugares desnivelados como escadas, por exemplo. Já para ambientes planos, o mínimo de potência a ser exigida é de 3 lux.

Iluminação para sinalização: para esse tipo de luminária, é necessária uma potência de 30 lux.

Como o próprio nome sugere, é utilizada para sinalizar diferentes situações que serão encontradas na rota de fuga como, alterações de trajeto, saídas e obstáculos.

Como funciona?

As luminárias de emergência possuem uma bateria recarregável. O sistema fica conectado na tomada todo o tempo, carregando.

Quando há interrupção no fornecimento de energia, as luminárias de emergência acendem automaticamente. Elas ainda possuem duas opções de iluminação determinadas pelo usuário, o mínimo e o máximo.

Para carregar sua bateria, basta conectá-la novamente à tomada e entre 24 e 48 horas a luminária estará pronta para o próximo uso.

Vale fazer testes regulares nas luzes de emergência. A cada dois ou três meses sem acionamentos, retire-as da tomada e verifique se estão carregadas e funcionando adequadamente.

Onde pode ser utilizada?

As luminárias de emergência podem ter um uso bastante amplo, atendendo casas, condomínios, shoppings, cinemas, entre outros locais.

Geralmente, seu uso não é comuns em residências, ainda assim, podem ser um mecanismo bastante útil. Principalmente se for instalada em quartos de crianças, de idosos ou em corredores que interligam os cômodos.

Conheça a Linha de Luminárias de Emergência FOCO

  • 2 anos de garantia contra defeitos de fabricação
  • Cabo certificado pelo INMETRO, garantindo mais segurança na utilização
  • Autonomia de 3 horas
  • Tecnologia led SMD, que garante maior fluxo luminoso
  • Vida útil prolongada: 20.000h

Confira nossos modelos

400lm
600lm
1200lm
2000lm